Raissa Evelyn Cardoso da Costa

Raissa desapareceu dia 04/02/2016 e até hoje os familiares não sabem onde estaria o corpo da jovem de 20 anos de idade.

 

Em 19/07/2017, foi feita uma última busca pela moça em um sítio em Tremembé, mas nada foi encontrado. De lá para cá, os familiares da jovem vivem o drama que vai além da saudade. Convivendo com a incerteza e o pesadelo da falta de notícias eles buscam incansavelmente respostas!

No ano de 2018, um homem foi condenado a 30 anos de prisão por matar a Raissa em Campos do Jordão. Os jurados concordaram com tese de que namorado matou Raíssa Costa, 20 anos, por ela não aceitar fazer um aborto; corpo dela ainda não foi encontrado.

Do Ocorrido COM Informações de O Vale

Um jovem de 23 anos foi condenado pelo Tribunal do Júri a 30 anos de prisão, nesta sexta-feira, pelo assassinato de Raissa Evelyn Cardoso da Costa, 20 anos, desaparecida em 2016 em Campos do Jordão.

A sentença saiu após 10 horas de julgamento e a pena foi agravada pelo homicídio qualificado e pela ocultação do cadáver. Ele cumprirá a pena em regime fechado.

Os jurados acataram a tese da acusação de que Lucas da Conceição matou a jovem depois que ela revelou que estava grávida e se negou a fazer o aborto. Para a polícia, essa foi a motivação para o crime.

O rapaz teria desaparecido com o corpo da vítima que, apesar das buscas intensas, não foi encontrado até hoje. A jovem mantinha o relacionamento com Lucas escondido da família.

Sempre negando o crime, a defesa do acusado disse que entrará com pedido para um novo julgamento, pois a condenação teria sido dada “sem provas”.

A família de Raíssa considerou a sentença justa, mas lamenta a falta de informação sobre o paradeiro do corpo da jovem.

Você pode e deve ligar também para 181 ou 190

UV União de Vítimas Não solte a minha Mão!

Webdesign Elizabeth Metynoski *Todos os Direitos Reservados*