Maria Alice Aguiar
*00.00.0000    +12.04.2020

Maria Alice Aguiar, 75, foi vítima de latrocínio dentro da própria residência na madrugada de domingo (12), localizada na rua Doutor Emilio Princivali, Quintino Facci II, zona Norte de Ribeirão Preto.


Policiais militares em patrulhamento de rotina na região, visualizaram um veículo Honda FIT abandonado em via pública. Na pesquisa sobre a situação do automóvel, nada de irregular foi constatado. Então, foram até o endereço que constava como proprietário para entregar o carro.


Ao chegaram no imóvel, encontraram a idosa em óbito caída na sala. Ela morava sozinha.

 

Segundo relato de familiares, o último contato da vítima foi com uma das filhas na noite de 11 de abril de 2020.

No boletim de ocorrência foi registrado que os criminosos levaram o veículo de Maria Alice Aguiar, um aparelho televisor, um celular e R$ 500 em espécie.


A Polícia Científica do Instituto de Criminalística periciou a cena do latrocínio. Preliminarmente, as evidências apontaram ferimentos provocados por faca nos braços, pescoço e tórax.

O setor de homicídios da Delegacia de Investigações Gerais apura o caso.

Investigado e Procurado

Há 23 anos, Ricardo Frederico da Silva Pinto era casado e, segundo testemunhas, agredia frequentemente a mulher. Ele também era conhecido por ser desocupado, viciado em drogas e muito violento. Nessa época, Dona Maria Alice resolveu reformar a casa e contratou um pedreiro para fazer a obra. O que ela não previa era que esse pedreiro e a mulher de Ricardo fossem se apaixonar. Após perder a mulher, Ricardo começou a praticar crimes cada vez mais violentos e acabou preso. Nesse momento, culpou Maria Alice por todo seu desgosto e jurou vingança. Duas décadas depois, após se livrar da cadeia, ele matou a idosa na primeira oportunidade.

Webdesign Elizabeth Metynoski *Todos os Direitos Reservados*