Guilherme Silva Guedes
*00.00.2005    +14.06.2020

Caso Guilherme: laudo confirma morte com tiro na nuca e no rosto.

O laudo necroscópic jáo indicou que Guilherme Silva Guedes, de 15 anos, morreu com dois tiros, um na nuca e outro no rosto, de acordo com o DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa). O jovem foi sequestrado e morto no dia 14 de junho de 2020, na zona sul de São Paulo quando estava na casa da avó e saiu para fechar o portão.

 

A polícia acredita que ele foi executado com o tiro na nuca e, quando caiu, foi baleado no rosto com o que chamam de "tiro de misericórdia".

Guilherme não tinha passagem pela polícia e foi sequestrado e morto após voltar de um churrasco em família. O sargento da PM (Polícia Militar) Adriano Fernandes de Campos está preso preventivamente por envolvimento no crime.

Segundo o DHPP, a polícia ainda aguarda a perícia dos carros, do confronto balístico com a arma que foi apreendida na casa de Adriano e ainda buscam por outros possíveis envolvidos no crime.

Perícia

 

Segundo informações da repórter Thais Furlan, o carro do filho do sargento Adriano - usado na execução de Guilherme - passou por perícia no DHPP, nesta segunda-feira (22). Entretanto, o delegado que investiga o caso informou que não há novidades.

 

Questionada sobre a perícia, a SSP (Secretaria de Segurança Pública) respondeu que "policiais do DHPP seguem trabalhando para elucidar todas as circunstâncias dos fatos e identificar o segundo autor do crime. A Corregedoria da Polícia Militar acompanha as investigações".

Com informações R7

 

UV União de Vítimas Não solte a minha Mão!

Webdesign Elizabeth Metynoski *Todos os Direitos Reservados*