Amanda Palha
*26.09.1992    14.11.2019 provável dia do óbito

No dia 26 de junho de 2020, o DNA colhido no cabelo encontrado na cova com pertences da Amanda, deu positivo. Portanto, a probalidade de óbito é de 99 por cento, contudo, o corpo da Amanda não foi localizado até o final de junho de 2020. (30/06/2020)

 

Mãe de quatro filhos, ela sumiu no dia 12 de novembro do ano de 2018. A jovem havia sido vista pela última vez entrando em um carro perto de casa, em Osasco.


A principal suspeita é que ela tenha sido morta em um "tribunal do crime" devido a suspeitas de criminosos de que estaria repassando informações à polícia, de acordo com testemunhas. Diversas buscas em áreas de mata de Osasco, São Paulo e Francisco Morato, foram feitas na tentativa de localizar o corpo da mulher, mas nada foi encontrado.


As buscas por Amanda já levaram à polícia a localizar pelo menos dois cemitérios clandestinos, com vítimas de supostos "tribunais do crime", um na região da favela da Arábia, onde o celular dela emitiu sinal pela última vez, e um em Embu. Nenhum dos corpos encontrados nos locais era o de Amanda.


Uma testemunha afirmou que Amanda teria sido torturada durante dois dias antes de ser morta em um "Tribunal do Crime".


Acusada de ter passado informações sobre ações de criminosos à polícia. Ela teria ido ao 8º DP de Osasco momentos antes de desaparecer.


O pai de Amanda fez um apelo aos envolvidos no sumiço da filha para que, ao menos, revelem onde está o corpo dela: - "Se minha filha estiver morta, só entrega para a gente para a gente poder fazer o sepultamento dela dignamente", afirmou. - "Estamos sofrendo Muito!"

Há um ano, a polícia encontrou um par de tênis e um aplique de cabelo da jovem Amanda Palha, desaparecida há sete meses, em uma cova de Francisco Morato, na região metropolitana de São Paulo. No local não havia o corpo, mas a investigação acredita que tenham removido o cadáver após certo tempo.

Webdesign Elizabeth Metynoski *Todos os Direitos Reservados*