Adrian Soares de Moura Talayer

O garoto que nasceu dia 30/01/2003 tinha apenas 17 anos e foi morto no Morro Aparecida, em Viamão RS.

O jovem havia saído de casa no dia 04 de maio, após conversar com um rapaz chamando Felipe Machado que mora em Santa Isabel, um carro parou em sua casa e Adrian saiu. Para a família, era um amigo apenas, nada que levantasse qualquer suspeita.

Como o jovem não retornou, após quarenta e oito horas, foi efetuado um boletim de ocorrência, comunicando o desparecimento. BO nº 4545/2020 100464

Sem informações os familiares buscavam por notícias, até que após oito dias do sumiço, ou seja, dia 12/05/2020 uma pessoa da família, recebeu uma mensagem enviada por um perfil desconhecido, onde relatava que o garoto ora desaparecido, estaria morto.


Que Adrian havia sido assassinado por Felipe Machado, que tal homicídio havia sido encomendado por uma pessoa conhecida com a alcunha de Playboy e que esse, estaria preso.


Essa pessoa não soube precisar onde estaria o corpo de Adrian.


Diante de tais circunstâncias, foi lavrado um novo Boletim de Ocorrência sob o nº 4665/2020 100464

Em conversas com investigadores que estariam acompanhando o caso, foi dito a MÃE DE Adrian, que estariam sem contingente em detrimento da covid 19, por essa razão estaria difícil efetuar buscas .e que a mãe deveria falar com os bombeiros, pois seriam eles que efetuariam buscas com cachorros.

E assim os dias e meses se passaram e continuam passando sem nenhuma informação precisa ou buscas. A família em desespero busca por respostas.

DESABAFO DA MÃE DE ADRIAN, MILENE

LEIS QUE AUXILIAM NO REGISTRO DE
Crianças e adolescentes desaparecidos

Lei Federal nº 8.069, de 13 de julho de 1990: Estatuto da Criança e do Adolescente: O artigo 86 institui políticas de atendimento dos direitos da criança e do adolescente. O artigo 87 coloca como um dessas políticas o "Serviço de identificação e localização de pais, responsável, crianças e adolescentes desaparecidos".

Lei Federal n. 11.259/2005: Conhecida como "Lei da busca imediata", ela estabelece o início imediato de busca da criança ou adolescente a partir do registro de ocorrência policial, não sendo necessário aguardar 24 horas


Que lei é esta ? Concelho tutelar porque agora não caem em cima meu filho era de menor um adolescente e ai direitos humanos ministério público e pra bonito esta lei fiz a ocorrência porque de imediato não foram fazer as buscas não vem com a desculpa de corona virus porque a polícia de homicídio tava fazendo as operações nas ruas sim eu tenho tudo por escrito o que me falaram e o que disseram eu não esqueci tanto é que fizeram as busca da menina lá na monte castelo e acharam o corpo enterrado a quem se cobra quando a lei estabelecida não e comprida? Hum vou cobra do ministério público e dos direitos humanos e de quem tiver que cobra eu não sabia que existia esta lei agora vou cobra e muito esta lei me da o direito pelas busca do meu filho e me omitiram este direito buscas pelo meu filho Adrian Soares

 

Você pode e deve ligar também para 181 ou 190

UV União de Vítimas Não solte a minha Mão!

Webdesign Elizabeth Metynoski *Todos os Direitos Reservados*